17.12.07

"Pastor" evangélico faz interpretação equivocada de texto bíblico para apoiar comportamento polígâmico

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket


Fonte: www.globo.com/fantastico

Você vai ler agora uma história muito estranha. Ela envolve um homem que se diz pastor evangélico, a vizinha dele e o marido da vizinha. (Se desejar, veja o vídeo da reportagem exibida no Fantastico clicando no título desta postagem).

A casa no bairro de Vila Nova de Colares, na cidade de Serra Grande, em Vitória, virou o centro das atenções. É onde mora um pedreiro que também se diz pastor. A vizinhança desconfia.

“Que é esquisito, é”, diz um morador da cidade.
“Ouvi falar que existia isso, que pastor tem direito a essas coisas”, comenta uma vizinha.

Essas coisas significam casos extraconjugais. O pedreiro-pastor é Justino de Oliveira, de 50 anos. E foi na bíblia que o pastor viu que poderia ter outras mulheres.

“Eu gostaria de ter alguém que mostrasse biblicamente onde foi proibido um homem ter mais de uma mulher”, desafia o pedreiro-pastor.

Pouca gente freqüenta os cultos do pedreiro, que apresenta como pastor. Umas 12 pessoas, nas contas dele mesmo. E foi na convivência com os fiéis que Justino se viu envolvido em mais um caso extraconjugal. Aconteceu depois que uma mulher que mora na vizinhança contou a ele uns sonhos que vinha tendo.

Na casa dela, a música evangélica pode ser ouvida de longe.
A mulher tem quatro filhos, casada. Disse que sonhou que teria filhos com o pastor. Uma revelação, segundo ela!
“Deus me levou a fazer isso, não teve pra onde eu correr”, afirma ela.
O marido também conversou com o pastor. Aceitou. E aceitou!
“Eu pensei comigo que se fosse da vontade de Deus, seria feito”, diz o marido.
“Entramos em oração, pedindo a Deus misericórdia, e foi uma das coisas mais difíceis da minha vida tomar essa decisão de pegar uma mulher com marido”, admite Justino, o dito pastor evangélico.

O pastor também é casado. Como explicar? A bíblia. Oséias, capítulo 3.
“Esse profeta, um homem como nós, diz assim: ‘Deus mandou tomar uma mulher e adulterar”.
Mas é a palavra adulterar ou a palavra adúltera? ‘Receba essa mulher que foi adúltera?
“Não. Aqui está dizendo ‘Vai outra vez, ama uma mulher, amada de seus amigo, e adúltera, como o Senhor ama os filhos de Israel, embora eles olhem para outros deuses e amem os bolos de uvas’”
A palavra tem acento, ou seja, uma interpretação equivocada. É um grande equívoco, na opinião do pastor da Igreja Batista de Vitória, Francisco Mecenas. O capítulo de Oséias fala de perdão a uma mulher adúltera. A Bíblia também é clara em relação às obrigações de um pastor.
“’A conduta de um pastor ou um bispo deve ser irrepreensível e deve ser marido de uma só mulher’. Isso é a palavra de Deus. A necessidade do povo comum é conhecer a palavra de Deus para não ser enganado por qualquer pessoa que se levante com um livro preto na mão, com a Bíblia, ou qualquer outro livro, levando as pessoas a errar”, alerta Francisco Macenas.

>> A matéria que você acaba de ler foi veículada domingo, dia 16 de dezembro de 2007 pelo Fantástico, na Rede Globo. Ela simplesmente demonstra a falta de maturidade, conhecimento e entendimento das sagradas escrituras pelas pessoas, levando-as a criar dogmas e/ou doutrinas de homens e de demônios para enganar os incautos.
Gostaria de comentar com base nesta reportagem alguns fatos:

1- Se esse cidadão de fato é pastor, pergunto: Como alguem sem o minimo conhecimento de questões ligadas a fé cristã pode ser separado ao ministério pastoral?

2- Se de fato aquela senhora teve uma "revelação", a mesma deveria antes ser passada pelo crivo da Palavra de Deus. Quem ensinou que nossas experiencias, sejam elas místicas ou não, podem estar acima da Palavra? Isto é, se ela realmente sonhou. Se não, cuidado maridão!!!!!(Bom, dizer o que a um marido como estes, que aceita uma situação como estas, dizendo estar fazendo a vontade de Deus??)

3- Fica aqui a minha manifestação de reconhecimento ao jornalista que conduziu a entrevista e a reportagem. Você não se deixou levar pela tentação de criticar um seguimento religioso sem antes avaliar os fatos. Seu exemplo deveria ser seguido pela midia, se assim fosse teríamos mais justiça em relação a outros casos envolvendo evangélicos, que infelizmente acabaram sendo veículados com a intenção de denegrir a imagem do movimento evangélico brasileiro, e não de informar com isenção.

4- Pastor Macenas, o meu desejo é que todos os brasileiros que assistiram o seu conselho o levem a sério e pratiquem-o para que situações constrangedoras como estas não ocorram mais.

5- E, que você meu amigo visitante deste blog continue atento. Estamos vivendo os últimos dias, e por mais bizarra que sejam as crendices, os movimentos, as idéias humanas e diabólicas apregoadas, sempre haverá possibilidade de encontrarmos os desavisados envolvidos, portanto, zele pela sua fé. Batalhe pela sua fé. E aceite o conselho de Paulo: "..destes, afasta-te".

Batalhando pela genuína Fé Cristã,
Sidnei Moura

3 comentários:

  1. Legal se essa moda pega já pensou o monte de homens que vai entrar para esta igreja só pra ter muitas mulheres!
    Porque dinheiro eles já busca de rodo, agora abrindo este precedente vai chover homens nas igrejas, agora. Quem quiser mais mulheres entra para nossa igreja, você ponderar ter quantas você quiser, essa vai ser a nova pregação das igrejas.

    ResponderExcluir
  2. é mais fácil ter um monte de mulheres que querem entrar nesta igreja só para terem vários homens ao mesmo tempo kkkk

    ResponderExcluir
  3. Ele teve filho com a mulher?


    ResponderExcluir

COMENTÁRIOS ANÔNIMOS NÃO SERÃO POSTADOS!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...