26.11.08

Ex-catadora de papel monta biblioteca com 22 mil livros

Vanilda de Jesus Pereira, de 45 anos, é filha de pais analfabetos e estudou apenas até a 6ª série. Mas as deficiências na formação educacional não impediram com que ela começasse a ler e colecionar livros.

Desde o final dos anos 80, Vanilda montou um acervo com 22 mil livros que disponibiliza para as comunidades carentes na região da favela Paquetá, periferia de Belo Horizonte. O projeto da ex-catadora de papel foi um dos finalistas do Prêmio Vivaleitura 2008, uma iniciativa conjunta dos ministérios da Educação e Cultura, e da Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI).

Se tivesse vencido, Vanilda receberia R$ 30 mil, dinheiro que seria utilizado para a reforma do galpão onde funciona a biblioteca. Além dos problemas estruturais, os computadores são antigos e a máquina de xerox está quebrada.

A Biblioteca Comunitária Graça Rios é sustentada pela ajuda de voluntários e de empresários locais. O local também é utilizado como espaço para aulas de reforço e cursos preparatórios para o vestibular. Além disso, Vanilda recebe cerca de 30 crianças e utiliza a biblioteca como uma espécie de creche. Aos 14 anos, quando trabalhava de babá para uma família, ela foi demitida ao ser pega lendo a obra “A Escrava Isaura”. Como não tinha terminado, Vanilda decidiu comprar o livro. Foi quando tudo começou.



Um exemplo!!!

Um comentário:

  1. que exemplo hein? q história hein? e como a ex chefe dela merece um chute por isso...
    ]

    beijos!

    ResponderExcluir

COMENTÁRIOS ANÔNIMOS NÃO SERÃO POSTADOS!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...