26.9.09

A graça de Deus - o poderoso motor no processo salvífico do homem

A graça é a primeira e a última causa ativa da salvação. A fé é essencial e uma parte importante do mecanismo que a graça utiliza. Somos salvos "pela fé", mas a salvação é "pela graça".
A graça é a fonte e a correnteza, a fé é o aqueduto pela qual a torrente de misericórdia flui para refrescar as pessoas sedentas. O aqueduto deve ser antido inteiro para transmitir a corrente, e mesmo assim, a fé deve ser verdadeira e sólida, conduzindo diretamente a Deus e descendo para nós mesmos, para que possa se tornar um canal de misericórdia utilizável para as nossas almas.
Não devemos pensar só na fé, ou exaltá-la acima da fonte divina para toda benção, que encontra na graça de Deus. Nunca "fabrique" um Cristo diferente do verdadeiro Cristo a partir de sua fé, nem pense nela como se fosse a fonte independente da sua salvação. A nossa vida é fundamentada em "olhar pra Jesus" e não em olhar para a nossa própria fé.
Pela fé, todas as coisas se tornaram possiveis para nós, contudo, o poder não está na fé, mas no Deus de quem a fé depende. A graça é o motor poderoso, e a fé é a corrente pela qual alma está ligada à grande força motora. A justiça da fé não é a excelência moral da fé, mas a justiça de jesus Cristo que a fé segura e usa. A paz dentro da alma não se origina da contemplação da nossa própria fé, mas vem até nós da parte daquEle que é a nossa paz.
Portanto, a fraqueza da fé não o destruirá. Uma mão trêmula pode receber um dom precioso. A salvação do Senhor pode vir até nós, embora tenhamos somente uma fé como um grão de mostarda. O poder reside na graça de Deus.

Charles Spurgeon

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTÁRIOS ANÔNIMOS NÃO SERÃO POSTADOS!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...