11.6.10

A Copa e o Campeão


Vice Presidente da África do Sul recebe troféu da Copa do mundo 2010 - Quem será o campeão?

Todo o mundo está envolvido pela febre do futebol. A Copa do Mundo é o maior acontecimento esportivo da atualidade e monopoliza a atenção geral. Durante os jogos as ruas ficaram desertas enquanto os estádios, as salas de TV e os bares enchem-se de  torcedores empolgados. A ansiedade atinge seu ponto máximo e o orgulho nacional nunca fica tão evidente como nessas semanas em que a bola rola nos gramados do país-sede.

Muitos pastores talvez até fiquem com certa inveja das arquibancadas lotadas, pensando: "Como seria bom se as igrejas e as reuniões cristãs tivessem uma platéia tão numerosa!" E eles tem todos os motivos para desejar um público maior para a pregação do Evangelho. Veja as razões:

O campeão

Enquanto as nações lutam pela vitória que vale por apenas quatro anos, Alguém conquistou a vitória definitiva. Jesus Cristo venceu o mundo para sempre, por todos os tempos, por todas as épocas e por toda a eternidade. O que Ele fez não estava relacionado a um simples jogo, pois era uma decisão entre a vida e a morte. Jesus veio ao mundo, morreu na cruz por nossa culpa e reviveu triunfalmente dentre os mortos. Quem faz parte do Seu "time" é participante dessa vitória e pode declarar pela fé: "Graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo" (1 Co 15.57). Por essa razão João escreveu: "Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé. Quem é o que vence o mundo, senão aquele que crê ser Jesus o Filho de Deus?" (1 Jo 5.4-5).

O vencido

Nosso Senhor Jesus Cristo mostrou o cartão vermelho para o Diabo e o expulsou do campo. Por Seu precioso sangue, Ele o derrotou para sempre. O Diabo é o perdedor, e o máximo que ele ainda pode fazer é gritar de fora do gramado tentando atrapalhar o jogo. Os cristãos no campo do mundo não precisam se impressionar com as tentativas de interferência dele. Eles devem jogar até o final da partida e "completar a carreira" (veja 2 Tm 4.7). Todos os crentes podem participar da vitória de Jesus sobre o Diabo, que foi derrotado completamente. A Bíblia diz que Jesus, "despojando os principados e as potestades, publicamente os expôs ao desprezo, triunfando deles na cruz" (Cl 2.15).

A fama

Sabemos que a fama dos melhores jogadores de futebol dura pouco. Seus nomes são conhecidos e aclamados por alguns anos e depois caem no esquecimento. Hoje estão em alta, amanhã já estarão no banco de reservas e depois de amanhã serão tirados do time. O que fica são as lembranças de suas glórias passadas. Poucos ainda mencionam seus nomes, porque outros já ocuparam seus lugares e são celebrados pelos seus gols vibrantes. No Brasil e em muitos outros países que já se destacaram no cenário internacional do futebol, muitos ex-jogadores, famosos em sua época, morreram na pobreza e na indigência. Esses esportistas aparentemente vitoriosos falharam vergonhosamente em suas vidas particulares depois de terem ganhado diversas competições e mundiais. 

Com Jesus Cristo é diferente: quem faz dEle seu capitão no campo da vida e joga conforme Suas regras receberá a coroa da vitória: "Todo atleta em tudo se domina; aqueles, para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, a incorruptível" (l Co 9.25). Esses cristãos são os vitoriosos batalhadores da fé mencionados no último livro da Bíblia: "Ao redor do trono, há também vinte e quatro tronos, e assentados neles, vinte e quatro anciãos vestidos de branco, em cujas cabeças estão coroas de ouro" (Ap 4.4).

O verdadeiro Salvador

Quando Jürgen Klinsmann foi nomeado técnico da seleção alemã, uma conhecida revista apresentou em sua capa a manchete: "Klinsi, salve-nos!"  As semanas seguintes mostraram que ele, mesmo tendo melhorado o desempenho do seu time, não conseguiu levá-lo à vitória final. Depois dos jogos sempre surgem novos desafios, discussões e desavenças. Sempre haverá perdedores e os comentaristas terão sempre do que reclamar.

O verdadeiro Salvador age em outro lugar, que é o campo do mundo. Ele traz uma salvação real e duradoura a todos os que crêem em Seu Nome e depositam sua confiança nEle. Paulo escreve em Romanos 3.22-24 que a "justiça de Deus" é "mediante a fé em Jesus Cristo, para todos [e sobre todos] os que crêem; porque não há distinção, pois todos pecaram e carecem da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus". Jesus liberta o pecador de seu passado vergonhoso e da ligação com o Diabo. Jó tinha consciência desse Salvador poderoso quando exclamou: "Porque eu sei que o meu Redentor vive e por fim se levantará sobre a terra" (Jó 19.25).

> Continua na próxima postagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTÁRIOS ANÔNIMOS NÃO SERÃO POSTADOS!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...