16.12.08

O Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

O Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, que entra em vigor em 2009, vai alterar a acentuação de algumas palavras, extinguir o uso do trema e sistematizar a utilização do hífen, entre outras mudanças significativas. De acordo com a legislação sancionada pela presidência da república, em 2009 os meios de comunicação e a confecção de documentos oficiais já deverão se adaptar as mudanças, no entanto a sistematização na grade curricular de ensino no país terá até 2012 para se adaptar e alcançar todas as séries.
No Brasil, dentre outras mudanças, palavras como "heróico", "idéia" e "feiúra", por exemplo, deixarão de ser acentuadas.
Abaixo, apenas alguns exemplos do Novo Acordo em relação as palavras OXÍTONAS:
1º-) Acentuam-se com acento agudo:

As palavras oxítonas terminadas nas vogais tónicas/tônicas abertas grafas -a, -e ou -o, seguidas ou não de -s: está, estás, já, olá; até, é, és, olé, pontapé(s); avó(s), dominó(s), paletó(s), só(s).
Obs.: Em algumas (poucas) palavras oxítonas terminadas em -e tónico/tônico, geralmente provenientes do francês, esta vogal, por ser articulada nas pronúncias cultas ora como aberta ora como fechada, admite tanto o acento agudo como o acento circunflexo: bebé ou bebê, bidé ou bidê, canapé ou canapê, caraté ou caratê, croché ou crochê, guiché ou guichê, matiné ou matinê, nené ou nenê, ponjé ou ponjê, puré ou purê, rapé ou rapê.

O mesmo se verifica com formas como cocó e cocô, ró (letra do alfabeto grego) e rô. São igualmente admitidas formas como judô, a par de judo, e metrô, a par de metro.

b) As formas verbais oxítonas, quando, conjugadas com os pronomes clíticos lo(s) ou la(s), ficam a terminar na vogal tónica/tônica aberta grafada -a, após a assimilação e perda das consoantes finais grafadas -r, -s ou -z: adorá-lo(s) (de adorar-lo(s)), á-la(s) (de ar-la(s) ou dá(s)-la(s)), fá-lo(s) (de faz-lo(s)), fá-lo(s)-ás (de far-lo(s)-ás), habitá-la(s) iam (de habitar-la(s)- iam), trá-la(s)-á (de trar-la(s)-á);

c) As palavras oxítonas com mais de uma sílaba terminadas no ditongo nasal grafado em (exceto as formas da 3ª- pessoa do plural do presente do indicativo dos compostos de ter e vir: retêm, sustêm; advêm, provêm; etc.) ou -ens: acém, detém, deténs, entretém, entreténs, harém, haréns, porém, provém, provéns, também;

d) As palavras oxítonas com os ditongos abertos grafados -éi, -éu ou -ói, podendo estes dois últimos ser seguidos ou não de -s: anéis, batéis, fiéis, papéis; céu(s), chapéu(s), ilhéu(s), véu(s); corrói (de corroer), herói(s), remói (de remoer), sóis.
A PubliFolha, em parceria com o Instituto Houaiss publicou um livro que se apresenta como uma importante ferramenta para se conhecer melhor os detalhes do Novo Acordo Ortográfico. Vá até a barra lateral direita deste blog e verifique maiores detalhes na coluna "Leitura Recomendada".
Como estudante de Letras e blogueiro cristão, recomendo a leitura do mesmo, a final como mídia virtual, 1 de janeiro de 2009 exige que estejamos já preparados para as mudanças. Precisamos nos adaptar, e assim, fazer bom uso da nossa língua na propagação do evangelho, a fim de que alcancemos o maior número de pessoas possíveis.

Um comentário:

COMENTÁRIOS ANÔNIMOS NÃO SERÃO POSTADOS!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...